Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) de Caraguatatuba funcionam até 19h para atendimento de pessoas com sintomas de dengue.

A medida foi adotada desde o mês passado e nos locais os pacientes recebem atendimento médico, coleta de sangue e recebem hidratação e medicação na própria UBS.
A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, reforça a importância de o munícipe sempre procurar a Unidade de Saúde mais próxima da sua residência para que a UPA Centro não fique sobrecarregada.
Para se ter uma ideia, em todo o mês de maio do ano passado foram 17.462 atendimentos realizados na UPA Centro. Neste ano, em 13 dias de maio foram 9.335 atendimentos, a maioria voltada para casos de dengue.
Caraguatatuba continua com as ações de controle e combate à dengue e nesta semana o foco destes reforços está nos bairros Perequê-Mirim e Porto Novo, região Sul.
Agentes de controle de zoonoses, agentes comunitários de saúde e fiscais passam pelo bairro para realização de nebulização, com a retirada de criadouros do Aedes aegypti e aplicação de multas, se necessário.
Dados atualizados apontam que Caraguatatuba está com 1.147 casos positivos da doença em 2019 e outros 53 estão em investigação.
Carreta da Saúde
A Prefeitura de Caraguatatuba conta desde abril também com a Carreta da Saúde (Doutor da Gente) com atendimento médico 24 horas e espaço para hidratação e aplicação de medicamentos nos pacientes com sintomas da doença.
De 1º a 13 de maio, a Carreta da Saúde realizou 1.716 atendimentos, o que dá uma média de 132 pessoas por dia.
Para reforçar ainda mais o acolhimento e dar mais conforto aos pacientes que procuram pela UPA Central, a Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, instalou mais 10 camas de internação no 1º andar do prédio. Para hidratação, o local conta também com 16 cadeiras e outras seis poltronas.