Um personagem à vista e um artista oculto: a estátua viva no Calçadão de Ubatuba

Na manhã de segunda-feira (12), um artista anônimo fazia sua performance de estátua viva no Calçadão de Ubatuba. Flagramos sua apresentação e vencemos a curiosidade ao não perguntar o seu nome, para não tirar sua concentração. Ele estava inteiramente focado na sua proposta de se manter imóvel, submetendo-se ao olhar curioso e atento dos pedestres.
Estátua Viva
Para se transformar em uma estátua viva primeiramente deve-se ter total controle da movimentação do corpo. Esta performance artística, desenvolvida principalmente em vias públicas, consiste em pausas sem movimento, estáticas, técnicas de respiração, ioga e mímicas.

As estátuas que hoje trabalham no Brasil utilizam-se para compor os figurinos temáticos roupas vendidas em brechós ou de feitas sob medida para elas. Cada personagem precisa de traje diferente para dar mais veracidade às apresentações.

Para que as atuações das estátuas vivas sejam interagidas com o público há uma caixinha onde a população por livre espontânea vontade deposita moedas ou notas. Quando isso acontece a estátua ganha vida e faz sua interpretação de acordo com o personagem que está representando.
Fonte: Internet
Condensado para celular