Tire da cabeça a ideia de soltar balões

Com o mês de junho chegando, começam a surgir no céu os balões coloridos de todos os tamanhos, verdadeiro perigo tanto na área urbana, quanto na região rural. Não atoa tipificado como crime ambiental no seu artigo 42.

Em São José dos Campos, domingo (12), início da tarde, caiu um balão sobre a fiação da rua Francisco Raphael, região central de São José dos Campos.

Para se ter uma ideia das dimensões do balão, quando ele caiu cobriu parcialmente um imóvel. O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência por volta das 12h30.

Como o balão caiu sobre a fiação, a EDP foi chamada para remover o objeto. Não foi necessário desligar a energia. O balão não pegou fogo e não foi procurado por ninguém.

Como soltar balão nas festas juninas é um velho costume, o alerta é que não o façam por ser crime, e pelo perigo que representa ao provocar incêndios que consomem propriedades e oferecem risco às pessoas.

Crime Ambiental

Art. 42. Fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano: Pena – detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.