Se você ama o seu gato, isso interessa a você

Os gatos exigem o nosso cuidado 

Grande parte dos proprietários de gatos é responsável e quer apenas o melhor para o seu felino.  Embora possa adorar o seu gato, por vezes inconscientemente proporciona riscos que podem afetar adversamente a sua saúde e o seu bem-estar. Neste artigo iremos abordar alguns dos riscos que muitos proprietários continuam a ter.

1 – Falta de identificação permanente

Atualmente, a única forma de identificação permanente para gatos é uma tatuagem ou um microchip, sendo o microchip o mais comum. Muitos donos têm receio de colocar um microchip. Um dos motivos é que eles sentem que é desnecessário porque o seu gato tem um colarinho e uma etiqueta de identificação, ou então porque acham que é muito doloroso o procedimento. A verdade é que os colares e as etiquetas de identificação podem sair ou simplesmente podem ser tiradas por alguém que queira roubar o seu animal de estimação. Os microchips não são muito dolorosos e fornecem uma identificação de fácil acesso a qualquer abrigo ou veterinário. Se quiser encontrar o seu gato caso ele se perca, pense que a colocação do microchip é uma boa opção.

2 – Não permita que o seu gato ande ao ar livre sem ser vigiado

Os gatos eram animais de estimação que andavam ao ar livre. Contudo a nossa sociedade mudou e o perigo de um gato andar ao ar livre aumentou. Os gatos que não estão acostumados com a expansão urbana ou a vida na cidade estão em maior risco de acidentes de trânsito, embora todos os gatos possam ser vítimas. Sobreviver sem ser atingido por um carro não é um cenário bom para um gato. O melhor a fazer é evitar a possibilidade de deixar o seu gato andar ao ar livre.

3 – Previna-se contra os parasitas

As pulgas e outros parasitas como carrapatos e ácaros podem infestar um gato muito facilmente. Desta forma é importante que desparasite com regularidade o seu gato. Os parasitas podem transportar doenças, e causar anemia e infecções de pele, tornando o seu gato muito desconfortável.

4 – Gato não vacinado

Todos eles precisam ser vacinados contra futuras doenças. Muitos veterinários recomendam uma consulta de forma a certificar-se que o seu gato ainda está protegido contra a vacinação inicial. A vacinação tem sido associada a alergias, cancros e distúrbios auto imunes que podem ser facilmente evitados se escolher dar as vacinas com sabedoria.

5 – Esterilizar

Cada vez os gatos estão mais dispersos e vivem vidas perigosas nas mãos de predadores e carros. O risco de morte tem vindo a aumentar e a quantidade de várias doenças coloca todos os outros gatos em risco. Para benefício da saúde de um gato deve fazer a esterilização ou castração.

 

Fonte : Blog Universo de Gatos