Quatro baleias jubarte ficam presas em redes de pesca em Santa Catarina, duas morreram

As baleias jubarte são velhas conhecidas dos moradores do Litoral Norte sendo visitantes em épocas já ansiosamente aguardadas por ambientalistas e admiradores do cetáceo. Agora mesmo estamos vivendo a época das jubartes em nossa região, sendo que segundo o Projeto Baleia à Vista cerca de oito baleias diariamente atravessam o Canal de São Sebastião, cuja cidade deverá instalar três observatórios de baleias e golfinhos para contentamento dos turistas. O site UOL divulga uma notícia triste nesta quarta-feira (16) quando menciona que baleias jubarte ficaram presas em redes em Santa Catarina, morrendo duas jubarte. Veja a reportagem do UOL.

 

Duas baleias-jubarte morreram e outras duas foram resgatadas com vida após ficarem presas em redes de pesca em Florianópolis nos últimos dois dias, segundo a Polícia Militar Ambiental (PMA-SC).

Na segunda-feira (14), por volta das 19h, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) foi acionado para dar apoio a uma embarcação de pesca após uma baleia ficar presa na rede, na área da Ilha do Francês, na região de Canasvieiras.

Por não conseguirem retirar a rede do animal, a embarcação estava sendo arrastada pela baleia. Pela impossibilidade de soltá-la durante a noite, as equipes cortaram a ligação da rede com o barco, para garantir a segurança dos pescadores e da embarcação. Além disso, foi feita uma sinalização, com boias, para a realização da soltura da baleia na manhã do dia seguinte. De acordo com os militares, o animal estava “tranquilo, parado e respirando bem”. Ainda ontem, outra baleia foi resgatada após ficar presa em uma rede de pesca na Praia do Pântano do Sul.

Além dos bombeiros e da PMA, participaram da operação equipes do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e do Protocolo de Encalhes e Emalhes da APA da Baleia Franca, que tem a autorização em Santa Catarina para fazer o desenredamento das baleias.

Tal atividade só pode ser feita por equipes credenciadas. As outras duas baleias que não sobreviveram estavam na Praia da Solidão e perto da Praia da Galheta. Segundo a Associação R3 Animal, ONG que atua na proteção animal e que fez as imagens das baleias presas (veja abaixo), este ano já são 14 casos de baleias-jubarte presas em equipamento de pesca no Brasil. Dessas, pelo menos cinco morreram.

Em Santa Catarina foram registrados nove casos de emalhes de baleias. Seis baleias sobreviveram, contando com as duas liberadas nesta semana. “Este número pode ser maior, pois só estamos considerando casos onde houve documentação fotográfica que permitiu identificar a espécie da baleia e o tipo de equipamento’, disse a ONG em comunicado. Todos os casos estão sendo investigados e devem ser punidos caso fique configurada pesca irregular.

Fonte site UOL