Prefeitura de São Sebastião repudia postagens nas redes sociais que relacionam atividade de pescadores com a morte de pinguins

A Prefeitura de São Sebastião, por meio do Departamento de Pesca, Agricultura e Abastada da Secretaria de Meio Ambiente (SEMAM), vem a público repudiar os conteúdos publicados, no último fim de semana, em plataformas como Facebooke WhatsApp, que relacionam a atividade de pescadores com pinguins encontrados mortos nas praias do município.

A SEMAM reforça que trabalha em prol e defesa dos pescadores e não compactuará com práticas discriminatórias da classe. Na expectativa de um melhor esclarecimento sobre o tema, a secretaria compartilha algumas orientações dadas pelo Instituto Argonauta, especializado na reabilitação pinguins desde 2012, tendo resgatado diversos Pinguins-de-Magalhães nos anos em que os mesmos estiveram presentes na costa de nossa região.

Orientações ao encontrar com um pinguim

– Se o animal estiver nadando, não se aproxime;
– Se estiver tentando sair da água, dê espaço. Ele pode estar cansado;
– Se o pinguim estiver na areia da praia, chame imediatamente a equipe de socorro;
– Não se aproxime, nem toque no animal. Ele pode se sentir ameaçado;
– Os pinguins têm unhas afiadas e picam. Tenha cuidado;
– Isole a área para manter o animal afastado de curiosos, cachorros e urubus;
– Jamais coloque o pinguim dentro de isopor com gelo ou qualquer coisa do tipo;
– Não alimente o pinguim;
– Se for tirar fotos, não utilize o flash para não assustá-lo;
– Se receber a orientação de um técnico para tocar no pinguim, siga as seguintes instruções: segure firme com a mão direita atrás da cabeça e com a mão esquerda apoie a barriga. Se precisar, utilize uma toalha para segurá-lo. Cuidado com o bico. Mantenha-o aquecido em caixa de papelão, envolto em uma toalha ou jornal. Improvise uma sombra. Mantenha-o afastado dos olhos até a equipe chegar ao local.

O contato do Instituto Argonauta para esse tipo de socorro: 0800-642-3341 ou (12) 99705-6506.