Neto agride e queima avó de 76 anos; Ministra diz que cenas “são de arrancar lágrimas”

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu ontem, sábado (21), no Leblon, bairro da Zona Sul da capital, Matheus Luz, de 21 anos, que confessou agredir a avó de 76 anos, inclusive chegando a queimar Maria Stela da Silva com pontas de cigarro.

No depoimento, o homem tentou justificar as agressões alegando que estava sem dinheiro e que isso o fez perder a cabeça iniciando agressões contra a idosa no elevador do prédio onde eles moram. O ato foi gravado pelas câmeras de segurança do local. Matheus afirmou que está desempregado e vive da pensão de Maria Stela.

A Justiça do Rio aceitou o pedido de prisão preventiva de Matheus por lesão corporal com violência doméstica, discriminação e humilhação a pessoa idosa.

Nas redes sociais, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, comentou o caso da agressão contra Maria Stela e afirmou que as imagens vistas do elevador do prédio “são de arrancar lágrimas”. Ela ainda pediu que casos semelhantes sejam denunciados.

– Apresentaremos ainda este ano um ano de enfrentamento a violência contra idosos. Se você sabe ou desconfia que um idoso está sendo humilhado, agredido, enganando, em risco, em situação de abandono, vítima de violência patrimonial ou outra qualquer, denuncie – escreveu.

VÍDEO DAS AGRESSÕES
Imagens de uma câmera do elevador do prédio no Leblon, Zona Sul do Rio, mostram Matheus jogando água sobre a idosa. Na sequência, ele se irrita e esmurra o painel do elevador. Em outra gravação, o homem dá um chute na hora de deixar o elevador e ainda tenta dar um pontapé em um menino.

Compartilhando com Pleno News