Mulher após uma noite de terror, sendo agredida e estuprada, consegue ver seu algoz preso pela PM em Pindamonhangaba

Uma mulher de 39 anos foi encontrada na zona rural de Pindamonhangaba, caminhando pela  Rodovia Abel Fabrício Dias com ferimentos e muito nervosa, na noite de segunda-feira. Aos policiais a mulher denunciou que foi mantida em cárcere privado, estuprada, agredida e ameaçada várias vezes. Ela contou que foi ameaçada com uma faca por um homem que após rende-la, ambos foram para uma construção abandonada, onde a estuprou. O homem manteve a mulher em cárcere à noite toda de segunda-feira (16). Encontrada pelos policiais, a vítima apresentava corte na mão e escoriações no rosto, sendo encaminhada para o pronto-socorro onde foi examinada e medicada.  Na terça-feira (17), com as características do suspeito, a polícia fazia averiguação pela região e visualizou dois homens no interior de uma empresa. Abordados, confessaram que estavam no local para furtar tampas de cobre. Conduzidos para o DP, um deles confessou que havia estuprado a mulher. Consultado o sistema, foi verificado que ele já havia sido preso duas vezes por homicídio, uma por roubo e outra por receptação. Agora, vai responder por estupro, agressões e ameaças, podendo permanecer preso por 17 anos. Os dois homens ficaram presos.