Massacre na escola em Suzano: até o presente dez mortes causadas por atiradores que se mataram

Foto: Agência Brasil
A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo enviou dois psiquiatras e um psicólogo para dar apoio no atendimento às famílias e demais envolvidos na ocorrência, atuando em conjunto com a equipe do Caps (Centro de Atenção Psicossocial) de Suzano. Os profissionais darão suporte no próprio Caps e a pasta está em contato permanente com a Prefeitura.
Entre as vítimas da tragédia, duas foram levadas ao Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes. Uma em estado gravíssimo e que chegou ao hospital já em óbito, e a outra está grave, estável e em avaliação médica.
Outros cinco pacientes foram recebidos pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Dois deles estão estáveis; outros dois deram entrada em estado grave, e um deles veio a óbito.
SEGURANÇA
A Secretaria da Segurança Pública informa que um homem de 25 anos e um adolescente de 17 anos, armados e encapuzados, invadiram a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, e efetuaram disparos contra alunos e funcionários. Apuração preliminar aponta que os dois atiradores teriam cometido suicídio no local. Até o momento, foram registradas 10 mortes e 10 feridos.
O Governador João Doria, os secretários da Segurança Pública e Educação e os dirigentes das polícias Militar, Civil e Técnico-Científica acompanharam no local o trabalho de resgate e atendimento aos feridos. O governador decretou luto oficial de três dias no Estado. Representantes do governo e das polícias voltarão a falar com a imprensa às 14h.
SAÚDE
A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo enviou dois psiquiatras e um psicólogo para dar apoio no atendimento às famílias e demais envolvidos na ocorrência, atuando em conjunto com a equipe do Caps (Centro de Atenção Psicossocial) de Suzano. Os profissionais darão suporte no próprio Caps e a pasta está em contato permanente com a Prefeitura.
Entre as vítimas da tragédia, duas foram levadas ao Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes. Uma em estado gravíssimo e que chegou ao hospital já em óbito, e a outra está grave, estável e em avaliação médica.
Outros dois pacientes foram recebidos pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Um deles está estável e outro está grave, em operação no centro cirúrgico.
SEGURANÇA
A Secretaria da Segurança Pública informa que dois adolescentes armados e encapuzados invadiram a Escola Estadual Raul Brasil e efetuaram disparos contra os alunos e funcionários. Até o momento, foram registradas 10 mortes e 10 feridos.
O Governador João Doria esteve no local para acompanhar o trabalho de resgate e atendimento aos feridos. Mais informações serão divulgadas às 14h30 em nova coletiva de imprensa que será realizada no local.