Investimento em saneamento garante bandeira verde em praias de Ilhabela

Desde o início da nova gestão, a Prefeitura de Ilhabela tem conquistado grandes avanços na busca pela universalização do saneamento básico da cidade.

O resultado, embora a longo prazo, já surte efeito nas praias da cidade. Boletim divulgado pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) nesta quarta-feira (22/12) aponta que das 19 praias monitoradas pelo órgão na cidade, 18 estão com bandeira verde.

Estão com bandeira verde as seguintes praias: Armação, Sino, Viana, Engenho D’Água, Itaguaçu, Ilha das Cabras, Feiticeira, Grande, Veloso, Pinto, Siriúba, Barreiros Norte, Saco da Capela, Itaquanduba, Perequê, Portinho, Julião e Curral.

Além disso, levantamento feito sobre a balneabilidade nos quase 180 pontos monitorados semanalmente pela Cetesb no Estado mostrou que Ilhabela reduziu de 11 para seis o total de praias ruins e péssimas: enquanto em 2019 não havia nenhuma praia própria o ano inteiro, neste ano são três. A comparação é feita com 2019 porque o monitoramento ficou suspenso em boa parte do ano passado devido à pandemia.

O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, destaca ações importantes que foram realizadas neste ano de 2021.

“Quando eu saí, deixei cinco estações elevatórias de esgoto prontas, que só precisavam do licenciamento. Depois de quatro anos eu voltei e as estações ainda estavam inoperantes. Assumimos a gestão este ano, ajustamos os entraves burocráticos, fizemos a manutenção dessas estações junto com a Sabesp e hoje, as cinco estações estão em pleno funcionamento, o que permitiu a ligação de mais 1500 imóveis à rede coletora de esgoto”, pontuou o prefeito.

Colucci comentou sobre o andamento da obra da nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no bairro da Feiticeira, na região sul. “Quando assumimos a gestão, finalizamos a desapropriação do local, concluímos o licenciamento, refizemos o projeto e abrimos a licitação. Hoje, a obra já começou e em 15 meses teremos uma nova estação de tratamento na cidade, que vai tratar de 7 a 9% do esgoto da cidade”.

Ainda na região sul, a obra da nova ETE está na fase de pré-licenciamento e as obras estão previstas para ter início em 2022. “Até o final de 2023, devemos tratar na ETE da Praia Grande cerca de 13% do esgoto da cidade”, declarou Colucci que aproveitou para destacar que a ETE da região central será no Perequê e que em breve será feita a desapropriação do local e início das obras.

“Estamos trabalhando intensamente para garantir os 100% da coleta e tratamento de esgoto em Ilhabela”, afirmou Colucci.