Ilhabela: Equipe da Ação Lixo Marinho retira do mar 120 kg de lixo, incluindo caixa d’água e mesa de plástico

Mais de dez milhões de toneladas de plástico vazam para os oceanos todos os anos, segundo pesquisa divulgada pelo WWF – Fundo Mundial para a Natureza. A equipe da Ação Lixo Marinho, realizada pela empresa Operação Praia Limpa, tem constatado isso de perto, durante as ações realizadas pelo canal e costeiras de Ilhabela.
No último final de semana, dos 120kg de lixo retirados do mar, 54% dos resíduos eram plásticos. Segundo o estudo do WWF, mais de 104 milhões de toneladas de plástico irão poluir o ecossistema até 2030. Só o Brasil produz 11,3 milhões de toneladas de lixo plástico, ficando em 4º lugar dos países produtores de lixo do mundo, estando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia. De acordo com o levantamento realizado, o brasileiro produz aproximadamente um quilo de lixo plástico por semana.
Dentre os resíduos encontrados, uma caixa d’água e uma mesa de plástico, além de grande quantidade de garrafas PET’s e fios elétricos foram retirados da costeira de Ilhabela. No sábado (9), a equipe esteve do lado Norte da Ilha, fazendo a limpeza de superfície até a Ponta das Canas, e depois a retirada de lixo da costeira da Praia da Pacoíba até o Jabaquara. Neste dia também foram feitas abordagens nas embarcações, com entrega de ecobags e folders educativos para conscientização das pessoas sobre o descarte correto do lixo.
“Ao chegar à natureza, os plásticos provenientes de descarte inadequado passam por um processo de fragmentação realizado pela chuva, vento e movimento das ondas produzindo pequenas partículas de plásticos que se caracterizam como microplástico. Esse tipo de material tem capacidade de absorver produtos tóxicos como pesticidas e metais pesados causando danos à biodiversidade. Essa intoxicação se propaga ao longo da cadeia alimentar podendo até contaminar seres humanos que se alimentam desses organismos intoxicados”, alerta a bióloga marinha Roberta Gomes.
No domingo (10), a Ação Lixo Marinho continuou do lado Norte, recolhendo muito isopor, ferro, fios, cabos, embalagens de óleo de motor, lâmpadas e um motor de tanquinho.
“A conscientização é o passo mais importante para que haja soluções concretas para o descarte correto do lixo. As pessoas têm que entender que só depende delas e é isso que a Ação Lixo Marinho está levando ao mar, com as abordagens nas embarcações. Queremos que elas tenham consciência de que só com o descarte correto teremos mudanças na produção de lixo do que consumimos”, explica o diretor da Operação Praia Limpa, Rogério Vieira Lima Muniz.
No final da ação, a equipe realiza a triagem do lixo, separando os resíduos e pesando. Após isso, tudo que foi recolhido é encaminhado ao Aterro Municipal de Ilhabela. Além disso, está sendo feito um mapeamento de toda a área por onde a equipe da Ação Lixo Marinho passa, para emissão de relatórios técnicos elaborados pelo Engenheiro Ambiental, Kelvin Teixeira.
A Ação Lixo Marinho, realizada pela empresa Operação Praia Limpa teve início em fevereiro e segue até o final do mês de abril, e mesmo com o início da baixa temporada, segue pelo mar e nas comunidades conscientizando pescadores e ocupantes das embarcações sobre o descarte correto do lixo.
A ação Lixo Marinho realizada pela empresa Operação Praia Limpa é contratada pela Prefeitura Municipal de Ilhabela, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, e recebe o apoio institucional das empresas Concessionária Chevrolet Veibrás, Macboot, Rádio Ilhabela FM, ABLM, Instituto Supereco, KR Turismo e KL Ambiental – Engenharia e Consultoria Ambiental.
Para conhecer mais sobre o Projeto Operação Praia Limpa, visite o Facebook: https://pt-br.facebook.com/operacaopraialimpa/.