Golfinho é atacado por tubarão e morre na Praia Grande em Ubatuba

Foto: imagens da tentativa de salvamento do golfinho pela equipe do Instituto Argonauta/facebook
O animal foi resgatado por banhistas na Praia Grande, mas não resistiu.

A equipe do PMP-BS/Instituto Argonauta foi acionada sobre a ocorrência de uma baleia encalhada na Praia Grande, região central de Ubatuba, por volta das 14h desta sexta-feira (12). Logo após o acionamento, a equipe do Instituto, dirigiu-se ao local e constatou que se tratava de um Cachalote-pigmeu fêmea adulta (Kogia breviceps), na verdade um animal da família dos golfinhos, com 2,82 metros e pesava cerca de 300 quilos.
Foram prestados os primeiros socorros no local. O animal apresentava marcas de mordida de tubarão e outras escoriações com sangramento e estava em estado de choque. “Ainda no local do encalhe foram aplicados medicamentos para controlar o choque, melhorar a respiração e para diminuir o stress”, afirmou a diretora do Instituto Argonauta, a bióloga Carla Beatriz.
Junto com a equipe do Corpo de Bombeiros e de voluntários banhistas foi possível colocar o animal na maca e depois no carro para conduzi-lo ao Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos do Instituto Argonauta, onde o animal recebeu o atendimento. Infelizmente não resistiu e entrou em choque novamente, vindo a óbito.
A equipe do Instituto Argonauta está realizando a necropsia e tentando identificar a possível causa do encalhe e da morte do animal.
“Apesar do trânsito e das dificuldades de acesso em razão do feriado, agradecemos a todos que colaboraram na operação de resgate do animal, que ligaram acionando o Instituto e em especial à equipe do Corpo de Bombeiros que preservou e isolou o local até a chegada da equipe de resgate. Também agradecemos ao vereador Wellington Moura pela ligação e demais turistas e moradores que entraram em contato. É importante sempre contar com a participação de todos para que possamos ter agilidade no atendimento dessas emergências, mas, infelizmente, mesmo com o pronto atendimento, todos os esforços e tentativas de reanimação, no fim constatamos o óbito do animal” afirmou Carla.
A equipe do Instituto Argonauta orienta que ao encontrar um animal marinho debilitado, o ideal é não se aproximar, pois, dependendo da espécie, o mesmo pode se tornar agressivo caso se sinta ameaçado. Para ajudar nesse trabalho de encalhes de aves, mamíferos ou tartarugas marinhas ligue para o 0800-6423341 ou diretamente para o PMP-BS/Instituto Argonauta:
(12)3833-4863
(12)3834-1382 (Aquário de Ubatuba)
(12) 38335753
(12) 99705-6506 – WhatsApp