Bolsonaro decide tornar general Pazuello ministro efetivo da Saúde

Depois de quatro meses no cargo interino de ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello será efetivado na função pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A cerimônia de posse está prevista para acontecer amanhã (16), segundo a assessoria de imprensa da Presidência.

Segundo apuração da Folha, Bolsonaro conseguiu convencer comandantes militares para efetivar Pazuello no cargo, já que ele preferia ficar como interino até outubro. Para Bolsonaro, o pior da pandemia já passou e a atuação do militar foi satisfatória.

Pazuello assumiu o cargo em 15 de maio, após a saída de Nelson Teich por divergência sobre o uso da cloroquina e a demissão de Luiz Henrique Mandetta.

O Brasil atingiu ontem a marca de 132 mil mortes em decorrência do novo coronavírus. No total, desde o início da pandemia, o país registrou mais de 4,3 milhões de casos confirmados da doença.

Com informações de Eduardo Lucizano, do UOL